Resenha: Os Robôs e o Império

img_robos_imperioTítulo Original:

Robots and Empire, 1985 (PT-BR)

Conteúdo:

I – AURORA

1-O Descendente
2-O Antepassado
3-A Crise
4-Outro Descendente

II – SOLARIA

5-O Planeta Abandonado
6-A Tripulação
7-O Supervisor

III – BALEYWORLD

8–O Planeta dos Colonizadores
9-O Discurso
10-Após o Discurso

IV – AURORA

11-O Velho Líder
12-O Planeta e a Filha
13-O Robô Telepático
14-O Duelo 257

V – TERRA

15-O Planeta Sagrado
16-A Cidade
17-O Assassino
18-A Lei Zero
19-Só

Opinião:

Este livro traz um vislumbre do que virá a se tornar a psico-história, mote da trilogia Fundação, e também define uma nova lei robótica, aplicada nos livros futuros, denominada “Lei Zero”. Esta lei é bem interessante e faz todo o sentido. Em suma, ela diz que “um robô não pode causar mal à humanidade ou, por omissão, permitir que a humanidade sofra algum mal”. Ou seja, a necessidade de muitos se sobrepõe à necessidade de um único indivíduo (frase dita por Spock nos filmes de Star Trek).

O livro aborda de forma completa essa questão. Dois famosos robôs, Daneel Olivaw e Giskard Reventlov acabam se envolvendo em uma conspiração entre os Espaciais, Colonizadores e Terráqueos, descrevendo (e muito) o modo de vida dos Colonizadores.

Se você já leu outros livros da série (The Caves of Steel, The Naked Sun e The Robots of Dawn, que serão abordados em próxima oportunidade), sabe do que Giskard é capaz. Ele consegue controlar mentes, de forma superficial – o que nos levar a crer que o mutante causador do caos na Fundação tem algo a ver com o final deste livro.

Durante a leitura é possível notar várias referências aos livros previamente citados. Não são obrigatórios para a compreensão da história, mas a conexão e profundidade tem mais efeito se o leitor já conhece pelo menos um dos livros anteriores (aliás, ainda vou colocar em ordem correta e publicar aqui, sei apenas que Os Robôs do Amanhecer vem antes deste livro).

Dito isso, a leitura inicial é bem arrastada. Só começa a engrenar mesmo depois do segundo capítulo, onde a trama interespacial se inicia.

Veredicto:

É um ótimo livro para entender a conexão dos robôs com o Império. Temos vislumbres da psico-história, da Lei Zero, do futuro império galáctico e o motivo que leva a Terra a tornar-se vazia, além de outras citações. No entanto, é uma leitura mais densa e complexa, um tanto arrastada. O final recompensa, mesmo assim, recomendo apenas se já leu os outros. E aproveite que a editora Aleph está relançando vários títulos!

Nota: 3/5.

Anúncios

Agradeço o comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s