FCPV 4 – Os Agentes do Destino

osagentesdestinoEsta aí um filme para provar que, sim, é possível aliar ficção científica com romance. Uma tarefa complicada e, por vezes, ingrata. A película é baseada em um conto escrito por ninguém menos que Philip K. Dick, trazendo uma intrincada trama cheia de mistérios. Confesso que não li a história original, então não sei quanto o filme pega de seu conteúdo e converte para a tela.

– Ficha Técnica –
Nome: Os Agentes do Destino
Gênero: Sci-Fi
Duração: 1h45min

O contexto é bem simples se analisarmos friamente. Existe uma agência com poderes “divinos” capaz de interferir nos eventos do espaço e tempo para que o Plano siga conforme ELE especificou. O filme evita tocar em pontos sensíveis e explicações em demasia, mas é fácil criar uma analogia teológica. No enredo, existe um “bureau de informações”, com direito à biblioteca gigante e escrivaninhas, onde cada agente é responsável por cuidar de algum evento.

Nesse ponto somos apresentados ao protagonista (Matt Damon) que, sem querer, acaba conhecendo uma mulher um tanto caótica, mas que na realidade não deveria conhecer. Esse pequeno acidente é notado por um único agente, uma espécie de “anjo da guarda”, que passa a segui-lo; afinal, a distração foi ocasionada por sua própria culpa em um momento de descuido.

O protagonista segue sua vida, mas não consegue esquecer a mulher que conheceu. Dessa parte em diante, ele passa a criar oportunidades para encontrar-se com ela, o que gera a mobilização de uma força-tarefa do bureau, pois tudo pode sair do “controle” (lembrando os conceitos da teoria do efeito-borboleta). O conhecimento de que alguém controla sua vida faz o personagem surtar e passar a questionar tudo ao seu redor.

Quando descobre que estão para apagar sua memória, ele foge e começa a parte mais brilhante do filme, onde ele encontra uma ajuda inesperada a fim de retomar o controle de sua vida. A película vira um thriller de encontros, desencontros, burocracia(!), perseguição e fuga, até atingir seu final imprevisível, criativo e bem arquitetado.

Não posso falar mais, senão estragará a experiência. Recomendado para quem deseja ver um filme diferente, mais “cabeça”, romântico e com uma aura de sci-fi própria, difícil de imitar.

Nota: 5/5

(Adendo: para quem acompanhou o excelente (e finado) seriado Fringe, do J.J. Abrams, vai lembrar dos “Observadores”, na hora em que ver o trailer).

Anúncios

Agradeço o comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s