Resenha: O Menino do Pijama Listrado

Título Original:

The Boy in the Striped Pyjamas, 2006

Conteúdo:

1-Bruno faz uma descoberta
2-A casa nova
3-O caso perdido
4-O que eles viram através da janela
5-Proibido entrar em todos os momentos sem exceção
6-A criada muito bem paga
7-Como a mãe levou o crédito por algo que não fez
8-Por que a avó foi embora abruptamente
9-Bruno se lembra de como gostava de explorar
10-O ponto que virou uma mancha que virou um vulto que virou uma pessoa que virou um menino
11-O Fúria
12-Shmuel pensa numa resposta para a pergunta de Bruno
13-A garrafa de vinho
14-Bruno conta uma mentira perfeitamente razoável
15-Algo que ele não devia ter feito
16-O corte de cabelo
17-A mãe consegue o que queria
18-Planejando a última aventura
19-O que aconteceu no dia seguinte
20-O último capítulo

Opinião:

Continuando minha saga de livros diferentes, resolvi adentrar o mundo dos escritos juvenis/adultos, com o livro “O Menino do Pijama Listrado”, aclamado pela crítica e transformado em um filme levemente desconhecido (não vi). Carregado de ironia dramática – onde o leitor sabe o que está acontecendo, mas os protagonistas não – consegue ser uma leitura rápida, densa, leve e pesada ao mesmo tempo. A história se passa no início da edificação dos primeiros campos nazistas.

O começo demora um pouco a engrenar, pois a introdução é ampla. Neste sentido, o autor se arriscou um pouco. Há uma enorme construção de cenário antes de o leitor começar a realmente se importar com a história daquela família. Aliás, o menino do título vai aparecer somente na metade do livro. Há várias passagens cansativas, entretanto servem para nos apegarmos ao protagonista. Suas descrições e nomes pronunciados de forma errada trazem um ar infantil e curioso (e permitem ao leitor “sacar” várias passagens inteligentes, como os nomes “Fúria” e “Haja-Vista” referindo-se a um local bem conhecido. Inclusive levei um bom tempo para descobrir o que significava essa última palavra. Não está no livro. Descubra!).

Passando a longa introdução, o livro começa a ganhar forma e peso com o desenrolar dos acontecimentos. O leitor acompanha tudo pelos olhos da criança inocente, que, próximo ao fim, já não é mais tão inocente. Há certa inconsistência em algumas expressões ditas por ele, mas deve ser “culpa” da tradução. Bruno é mesmo um menino inteligente, mas às vezes soa culto demais em certas frases.

Assim que a amizade entre ele e o menino do título ocorre, o enredo ganha força e suprime certas passagens, deixando muitas coisas nas entrelinhas (mas que o leitor sabe o que aconteceu) – o que foi bastante inteligente. Certas passagens são entendidas apenas se prestarmos atenção aos diálogos de Bruno, o que é digno de nota. Exemplo: acontece um incidente entre o cozinheiro e um tenente. Bruno apenas descreve superficialmente o que ocorre e logo entramos em outro capítulo. Isso deixa o leitor pensativo. Contudo, logo a frente, Bruno conta de forma sutil quais são os gostos daquele tenente e seu comportamento geral. Então a “ficha” cai. Há ainda uma subtrama “divertida”: tentar descobrir o que Bruno quer dizer com seus títulos e nomes pronunciados de forma errada.

A conclusão é um soco no estômago, certeiro, sem piedade. Há um capítulo final propriamente dito, mas que não acrescenta nada ao que lemos antes. Prefiro o final “verdadeiro”. Não sei se o filme seguiu esta linha, mas se o fizeram, foram bastante corajosos.

Veredito:

Um livro curioso. Consegue ser leve e trazer uma mensagem poderosa: “aprenda a se colocar no lugar dos outros”. Se a introdução fosse menos arrastada, a trajetória teria sido melhor, a meu ver. Mesmo assim, é um livro pequeno, de fácil leitura. Não vá esperando um final sublime, arrebatador. No entanto, pela história contada, creio que foi a melhor escolha. Triste, mas infelizmente muito real.

Nota: 3/5

Anúncios

Agradeço o comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s